“Ué… para onde foram eles?!?!” – perguntou o burrico azul com olhar triste e orelha murcha.
“Você não ouviu as conversas desses últimos dias? Estão viajando. Só ficou o pai, aquele mais velho, grisalho e barrigudo” – respondeu a princesa de cabelos cor-de-rosa e coroa dourada, a mais perspicaz das bonecas esquecidas. “Ontem aquela mulher engraçada […]

Continue lendo →