Nesse trabalho Carlinhos mostrou-se mais amadurecido música e poeticamente. Realizou um trabalho sério de apuração de ritmos regionais, fruto de várias pesquisas. Com esse CD homenageou a missão Mocidade Para Cristo – MPC pelos seus 50 anos no Brasil. A grande inovação no Mata do Tumbá foi a busca de uma sonoridade acústica mais fiel. Para alcançar esse objetivo, foi imprescindível a participação do engenheiro de som Andreiev Kalupniek, um verdadeiro expert no assunto. A bateria foi substituída por percussões variadas. Até o som do baixolão, que figura em várias faixas, foi captado a partir de microfones. Ritmos como o bumba meu boi, o pagode de viola, a folia de reis marcaram presença. A faixa Uma vida melhor foi gravada tendo por acompanhamento uma viola de cocho e uma rabeca artesanal, instrumentos raros no meio musical contemporâneo. Para esse trabalho, Carlinhos, que tocou viola caipira, viola de cocho, violão, baixos e charango, contou com a participação de vários músicos, entre eles, Ricardo Amorim (violões), Cláudia Barbosa (flauta e vocal), Eline Márcia (vocal), Sandro Araújo (percussão), Léo Barbosa (percussão), Nelsinho Rios (baixos), Norma Lílian (violoncelo), Kalley Seraine (violino e rabeca), Romero Fonseca (gaita e voz), Reny Cruvinel (violão e voz), Cindy Folly (violino), entre outros. O consagrado músico Hélio Delmiro participou especialmente em 3 faixas, ora com seu violão ímpar, ora com a viola caipira. Nesse CD Carlinhos incluiu dois temas instrumentais: Mata do Tumbá, acompanhado por violões, violinos, violas e violoncelo, fazendo a base para o solo da flauta transversal de Cláudia Barbosa; e Cezinha, numa linguagem bem regionalista e melancólica. Esse trabalho teve produção executiva da Estação Um, produção musical de Carlinhos Veiga e projeto gráfico da Identidade Comunicação.
Outras informações
:
Ano de produção: 2002
Tipo da produção: CD
Gravado, mixado e masterizado no AK Estúdio – Brasília, DF

  1. conheço algumas músicas desse CD, gostei muito de A Estrada e ri demais com Esse mundo tá louco, fiquei até curiosa Carlinhos, de onde surgiu a idéia de colocar uma música humorística no CD?
    Um abração! Venha nos visitar em Londrina! =D

Leave a Reply to Carlinhos Veiga Cancel Reply

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *

You may use these HTML tags and attributes:

<a href="" title=""> <abbr title=""> <acronym title=""> <b> <blockquote cite=""> <cite> <code> <del datetime=""> <em> <i> <q cite=""> <s> <strike> <strong>