O que é e o que não é missão? Quem é missionário? Em “A Missão do Povo de Deus”, o teólogo britânico Christopher J. H. Wright responde a perguntas como essas. Com o objetivo de conectar teologia e missões, teoria e prática, para que um possa servir ao outro, o autor define conceitos básicos como “missão”, “envio” e “boas novas” na obra, publicada no Brasil pela Editora Vida Nova.

Wright realiza um panorama bíblico, retirando das Escrituras as definições e compreensões para cada ponto. Para o autor, fazemos parte da história revelada na Bíblia e por isso é importante o estudo aprofundado a partir dela. Ele caminha gradualmente (e, para alguns leitores, até mesmo lentamente) da criação à nova criação. Do envio para que o povo de Deus seja bênção às nações e à criação (com nossa resposta a partir de Abraão em fé e obediência), às boas novas em Jesus.

Wright apresenta Israel como um modelo pretendido diante das nações do que significa ser redimido e viver de modo redentor: “O modo como vivemos (ética) é o conector entre a nossa eleição e a nossa participação na missão de Deus”, ressalta. Embora especialista no Antigo Testamento, no qual enfoca bastante, Wright aponta para Jesus como “o propósito e o destino final da história”, de quem devemos dar testemunho. Há também um belo capítulo da obra que trata adoração como alvo da missão.

O livro remete bastante à outro título do autor, “A Missão de Deus” – também em português pela mesma editora –, mas Wright não deixa de explicar o que retoma. Apesar de uma leitura extensa, o ganho do livro é justamente este: o detalhamento que nos ajuda a esclarecer a amplitude e o objetivo de nosso chamado missionário a partir das Escrituras.

Destacam-se, por exemplo, os pontos que analisam biblicamente partes da “missão do povo de Deus” que não costumam ser vistas como tal: o cuidado com a criação, a ação social e a atuação do cristão que trabalha na esfera pública, com diversas referências à missão holística (ou “integral”). É uma leitura importante para quem quer poder dizer o que é ser um missionário biblicamente.

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *

You may use these HTML tags and attributes:

<a href="" title=""> <abbr title=""> <acronym title=""> <b> <blockquote cite=""> <cite> <code> <del datetime=""> <em> <i> <q cite=""> <s> <strike> <strong>