A liberdade religiosa pode estar em declínio de acordo com índice publicado em abril pelo centro de pesquisa Pew, dos Estados Unidos, conforme divulgado no portal da revista The Economist. Em sua publicação, o “think-tank” (organização que produz e difunde conhecimentos estratégicos) não avaliou somente as leis, mas também os relatórios de governos e grupos de direitos humanos. Com isso, não são apenas as restrições oficiais como também a hostilidade do público geral que são levados em conta.

E o resultado, que compila dados de 2015, não é bom. Os níveis “alto” e “muito alto” são observados em um quarto das 198 nações avaliadas – a nível governamental em 25% e a nível social 27%, totalizando 40% dentre todos os países. E mais: a situação está agravando. Tanto governos quanto indicadores sociais mostram que a liberdade religiosa deteriorou pela primeira vez em três anos.

No Oriente Médio e Norte da África, 95% dos governos envolvem-se na perseguição e no uso de força contra os grupos religiosos. Já nos países europeus, inclusive nas democracias mais tradicionais, registrou-se mais de 200 casos de restrições governamentais.

Das hostilidades do público geral pode-se perceber o crescimento de conflito físico em países como Índia e, inclusive, 17 nações europeias, onde foram registrados casos de violência praticada por grupos (“mob violence”, em inglês).

Para mais informações, acesso o relatório no site da instituição.

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *

You may use these HTML tags and attributes:

<a href="" title=""> <abbr title=""> <acronym title=""> <b> <blockquote cite=""> <cite> <code> <del datetime=""> <em> <i> <q cite=""> <s> <strike> <strong>