Por Tonica

Como é possível

Que aquele por meio de quem tudo foi criado
E que sustenta a todas as coisas,
A pessoa mais honrada e gloriosa

É esse que está assim tão desfigurado

Tão maltratado, tão esgotado,
Tão abandonado pelos homens e até pelo Pai?

Isso não pode ser certo, não pode ser justo
Não faz sentido,
É uma loucura total
Ninguém pode ver nesse ser desfigurado
Aquele mestre alegre, sábio e carinhoso
E muito menos um ser divino e glorioso.

Mas foi por mim e por você
Que ele aceitou tamanho peso de pecado
Todos os pecados de todas as pessoas.
Foi por amor, inacreditável e grande amor!
Entregou-se sem reservas
E sua obra completou.

Mas a morte não podia vencer tão puro ser
Tão justo ser, tão grande amor
Foi a morte a derrotada naquele dia
A morte, o pecado, e o mal
E nós recebemos a liberdade
E a dignidade de filhos de Deus
Que divina loucura, que grande amor!

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *

You may use these HTML tags and attributes:

<a href="" title=""> <abbr title=""> <acronym title=""> <b> <blockquote cite=""> <cite> <code> <del datetime=""> <em> <i> <q cite=""> <s> <strike> <strong>