Por Stela Câmara Dubois
A gratidão é a flor desabrochada
quando tudo é secura na colina.
É o suave tom da abóboda estrelada,
enquanto a noite às trevas se destina.
A gratidão não pode ser comprada.
A riqueza a seus pés é pequenina.
Qual boa mãe no lar, mestra inspirada,
a lição mais perfeita nos ensina.
Vede-a com sangue, escrita numa cruz!
A gratidão somente […]

Continue lendo →

ESPECIAL – Dia das Mães
Por Gladir Cabral
Solta teu canto pelos quatro ventos
Há quem precise ouvir tua voz
Que teus poemas brotem quais rebentos
E que desatem velhos nós.
Deixa habitar teu coração
O que motiva a esperança
O que abençoa e faz andar
Sob este sol ou sobre o mar
Solta teu canto pelos quatro ventos
Há quem precise ouvir tua voz
Que teus […]

Continue lendo →

ESPECIAL – Dia das Mães
Por Wolô
Tamara
Dizem que mães superam tudo
Mas eu nunca vi nada igual
Por fora esse mundo miúdo
Por dentro uma fé capital
O olhar sempre umedecido
No rosto um sorriso sereno
Na alma um suspiro incontido
Por cima um espírito pleno
Na voz embargada e tão tensa
Amargas e doces lembranças
Em tempos de dúvida imensa
Certeza de haver esperança
Na casa por […]

Continue lendo →

ESPECIAL -Dia das Mães

Por Armindo Trevisan
Dorme, minha mãe, em meus braços
como a lua na clareira de um bosque.
Ali estou à tua espera
desde que teu ventre se aligeirou
com meu peso. Teu sono é meu sono,
povoado com os sonhos que esqueceste
no sangue. Visto-te com as folhas
dos suspiros que não nasceram.
Além de mim
te reconquisto
em cada flauta de álamo
ou […]

Continue lendo →

Pela porta do curral,
mal entra o pastor,
suas ovelhas o conhecem.
Reconhecem sua voz
quando as chama pelo nome,
e o seguem imediatamente.
Prudentemente, vai à frente
aos pastos verdejantes,
antes que tenham fome.
Se vem o lobo, não hesita,
– enfrenta e afugenta.
Se alguma se cansa,
carrega-a em seu braço;
e na hora do mormaço,
mansamente as conduz
às águas serenas.
Se há alguma “fujona”,
com sua vara a […]

Continue lendo →

[Por Oseas Heckert]
Quarenta dias até a Paixão…
A violeta floração
convida à reflexão,
envida, sobretudo, ao estudo:
comparação com o padrão
de Jesus, do Evangelho:
o amor a Deus, acima de tudo;
o amor ao semelhante,
não menos importante.
Diante do espelho,
a imagem do Criador
apresenta distorção:
arrogância, ganância,
luxúria, fúria,
ódio, ócio,
gulodice, chulice,
cobiça, injustiça…
Cada disfunção,
toda anomalia,
carece de conversão,
que traga como produto
o fruto de arrependimento,
o policarpo do Espírito:
paz, […]

Continue lendo →

A boa e velha poesia de Leontina Novaes marcou presença em algumas edições da revista Ultimato no início da década de 70 – há exatamente 40 anos. Selecionamos a seguir quatro delas. Aproveite este “achado”.
>> leia também Antologia de Poetas Evangélicos
 
Fica Comigo
(abril, 1973)
Pai, fica comigo, eu preciso de Ti desesperadamente.
Há confusão em minh’alma e uma […]

Continue lendo →