Unesco dá ultimato à França para recuperar as pinturas pré-históricas de Lascaux , O Globo Online, 16/07/2008

A Unesco ameaçou humilhar a França e colocar as pinturas das cavernas de Lascaux na lista dos patrimônios da Humanidade em risco de desaparecer.

Aviso aos navegantes: “Mensagem subliminar” é uma catalogação de títulos de matérias publicadas, de circulação nacional, em que aparece a palavra “ultimato”. O título da seção tem razões óbvias e você pode colaborar com ela. Envie a fonte e a data do “ultimato” encontrado e nós publicamos.

Caríssimos! 
Perdoem a minha insistência. Mas vocês precisam ler o devocionário A Bíblia Toda, o Ano Todo, de John Stott, que publicamos no ano passado. Você, sua família e seus amigos precisam ler. Não conheço outro devocionário tão necessário para os nossos dias como este. 

Vejam o que li recentemente sobre o convite de Jesus para negarmo-nos a nós mesmos (Mc 8.34):
“Sempre corremos o risco de desvalorizar o discipulado cristão, como se ele nada mais fosse que acrescentar uma camada fina de piedade à vida secular. Fure a camada e lá estará, debaixo dela, o velho e mesmo pagão. Não, tornar-se e ser um cristão envolve uma mudança tão radical que nenhuma imagem pode ilustrá-la à altura, exceto a morte e a ressurreição – morrer para a velha vida, ou para o egoísmo, e ressuscitar para uma vida nova de santidade e amor” [p. 210].  Continue lendo →

Uma radiografia do cristianismo brasileiro

Epistolografia é a arte de escrever cartas. É mais fácil escrever uma carta ou um diário pessoal porque são textos que saem mais do coração do que da mente.

Este livro reúne mais de 500 cartas que Ultimato recebeu de seus leitores no espaço de 40 anos. Você vai folhear um livro escrito por muitos autores, homens e mulheres, bem jovens e bem velhos, de todos os Estados do Brasil e de alguns países do exterior, gente simples e gente sofisticada, eleitores de direita e de esquerda, protestantes e católicos, históricos e pentecostais, pessoas de fino trato e pessoas deseducadas, cristãos humildes e cristãos arrogantes, gente sem esperança e gente cheia de esperança, pessoas sem preconceito algum e pessoas cheias de preconceitos, protestantes que mandam católicos para o inferno e católicos que mandam protestantes para o inferno, liberais e fundamentalistas. A salada é tão grande quanto o número de colaboradores. Continue lendo →

No dia 27 de junho parte da equipe Ultimato percorreu pela primeira vez a trilha do Jardim de Oração, guiados pelo Pr. Jony Wagner de Almeida. O percurso da trilha, com paradas para reflexão e vivência de experiências, nos convida a refletir sobre a nossa caminhada cristã. Veja no álbum algumas fotos do Jardim, que fica na sede da Editora Ultimato.

No dia 2 de julho tivemos a terceira reunião geral da equipe Ultimato. Foi uma comemoração interna do aniversário da Ultimato. Além do bolo com 40 velinhas apagadas pela equipe, vimos e pegamos em papéis, fotos, objetos e documentos históricos: uma espécie de "Museu Ultimato" que nos despertou a memória para a presença de Deus ao longo desta caminhada.

China faz tudo para evitar que visitantes entrem com Bíblias no país

A China resolveu adotar uma estratégia simpática aos olhos do mundo, que na prática esconde a sua política de impedir que os seus cidadãos tenham livre acesso às Escrituras: vai disponibilizar cópias gratuitas da Bíblia aos atletas, espectadores, turistas e aos estrangeiros que pedirem o livro sagrado, durante o período dos Jogos Olímpicos.

Segundo informações divulgadas no dia 7 de julho pela imprensa estatal chinesa, cerca de 10 mil cópias em duas línguas vão ser distribuídas na Aldeia Olímpica, casa de atletas e jornalistas entre 8 e 24 de agosto.  Continue lendo →

Juízo temerário versus discernimento
A edição 313 (julho-agosto) da revista Ultimato está fechada. A matéria de capa desta edição exigiu da redação e dos demais articulistas um equilíbrio entre o juízo temerário e o discernimento espiritual. Buscamos obedecer ao conselho do apóstolo: “Não tratem com desprezo as profecias, mas ponham à prova todas as coisas e fiquem com o que é bom” (1Tm 5.20-21).

Para satisfazer um público cada vez mais obcecado pelo seu próprio bem-estar material do que pela busca do reino de Deus, muitas igrejas estão sendo tentadas a deixar de lado o evangelho original e abraçar o “outro evangelho” (Gl 1.16). Uma das tentações a que Jesus foi submetido era, nas palavras de John Stott, “ganhar o mundo satisfazendo sua fome por meio de uma exposição sensacional do poder”.

“O campo do discernimento é muito vasto e difícil. É preciso discernir entre o bem e o mal, … entre a vontade de Deus e a vontade própria, … entre o Espírito da verdade e o espírito do erro”, diz Elben César nesta edição de Ultimato.