O último sábado (14/04) foi de festa e celebração para a família Ultimato. Colaboradores, ex-funcionários, assinantes e amigos, de perto e de longe, se juntaram aos ultimateiros para louvar a Deus pelos 50 anos da revista Ultimato. À tarde, a editora abriu as portas para uma recepção com café, queijo e doce de leite. Os visitantes puderam conhecer o prédio da editora, caminhar pelo jardim de oração e conversar com alguns funcionários. Entre o grupo estavam o casal de missionários George e Gizele Corrêa, que moram em Lábrea, AM, e são representantes do projeto Paralelo 10; a professora Isabel Brandão, ex-funcionária da editora, que veio de Vitória da Conquista, BA; o pastor Wilson Costa, diretor executivo da Aliança Cristã Evangélica Brasileira; o designer Rick Szuecs, criador das capas da revista Ultimato, e a esposa Priscila Satlher, artista plástica; e Silêda e Valdir Steuernagel, colunista da revista há 24 anos.

O culto de gratidão pelos 50 anos da revista reuniu mais de quatrocentas pessoas na Igreja Presbiteriana de Viçosa. Após músicas e orações, Marcos Bontempo, diretor editorial, contou um pouco da história da Ultimato, partindo da criação do primeiro jornal evangélico da América do Sul, criado por Ashbel Green Simonton, em 1864. Bontempo também lembrou do desejo que pastor Elben César tinha de poder comunicar além do púlpito da igreja, e mencionou alguns fatos marcantes na caminhada da Ultimato: a primeira edição do jornal Ultimato (1968), a mudança de jornal para revista (1976), a primeira capa em cores (1995), o falecimento do fundador (2016) e a primeira edição da revista Ultimato sem ele (2017). A capa dessa edição trouxe estampada a cruz vazada – símbolo tão apreciado pelo pastor Elben César, por apontar para a morte e ressurreição de Cristo e para a centralidade que Cristo deve ocupar na vida cristã.

De geração em geração: Jesus é o mesmo ontem, hoje e sempre

Baseado no tema do culto, “De geração em geração: Jesus é o mesmo ontem, hoje e sempre”, o pastor Valdir Steuernagel lembrou que impossível celebrar cinco décadas sem olhar para a história do povo de Deus, o movimento do evangelho e as marcas dessa caminhada. Ele mencionou o legado do pastor Elben César, como uma pessoa que gostava de cruzar fronteiras, o que se tornou uma marca do ministério de Ultimato. Steuernagel finalizou com uma palavra de encorajamento, lembrando que a fidelidade de Deus nos permite caminhar com esperança rumo a outros cinquenta anos.

O culto abriu espaço para um momento de homenagens. Klênia Fassoni, diretora da Ultimato, chamou à frente ex-funcionários, assinantes, parceiros, familiares e atuais colaboradores para dar uma pequena amostra da grande rede de amigos que caminham ao lado de Ultimato nessas cinco décadas. O momento encerrou com todos cantando uma reafirmação de prosseguir na caminhada:

“Marcharemos cheios de coragem / Seguiremos seja onde for / Embora a dor nos cerque na viagem / Marcharemos na coragem do Senhor”
(Vencedores por Cristo)

50 anos caminhando ao lado de muitos outros

Ao longo do fim de semana, vários dos amigos que se achegaram a Ultimato nesses 50 anos deixaram palavras de agradecimento e incentivo ao ministério. João Vicente, ex-aluno do Centro Evangélico de Missões, veio do Rio de Janeiro para a celebração e expressou que “é motivo de muita alegria poder participar deste momento tão singular da história de missões da igreja brasileira”. Secretário geral da Sociedade Bíblica do Brasil em Belo Horizonte, MG, Ricardo Oliveira registrou que “é um prazer imenso conhecer esta tão importante ‘ferramenta’ do reino de Deus. Sigamos juntos semeando a palavra que transforma vidas”.

Pedro Sebastião, titular de assinatura coletiva em Belo Horizonte há quase 30 anos, trouxe consigo outros seis convidados. Em seus contatos com Ultimato, vira e mexe ora pelos pedidos compartilhados na editora. Também assinantes de longa data, Hermógenes e Denise da Silva, casal de Sabinópolis, MG, compartilharam que “nós não sabemos o que fazer com os números de Ultimato que estão na estante! Fazem parte de nós, guardamos como as coisas preciosas da vida. Vamos ter que dar de herança para os netos”.

  1. Parabéns a toda a equipe da Revista Ultimato pelo seu cinquentenário. É difícil não lembrar do Pastor Elben Lenz Cesar e toda a sua doçura neste momento. Que Deus continue a sustentar esta família amada.

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *

You may use these HTML tags and attributes:

<a href="" title=""> <abbr title=""> <acronym title=""> <b> <blockquote cite=""> <cite> <code> <del datetime=""> <em> <i> <q cite=""> <s> <strike> <strong>