Por Adriana Degaspari

Quem me conhece, sabe o quanto amo tomar um cafezinho. O encontro com minha vocação tem tudo a ver com meu encontro com o café. Assim como aprender a apreciar um bom café foi algo meio turbulento, entender meu lugar no mundo também foi assim. Para vocês terem ideia, aprendi a tomar café durante um estágio do meu curso de Farmácia, no hospital. Em meus plantões de madrugada eu acabava dormindo na maca do paciente e, depois de duas advertências, eu precisei aprender a me manter acordada, pelo menos, para atender as chamadas no setor.

Com o hábito de tomar café, aprendi também que ele é ótimo para ser apreciado a dois, três ou mais, e que na roda do café sempre surgem boas conversas sobre a vida e todas as suas implicações.

Trabalhei e estagiei em vários ambientes de minha profissão: Hospital, Posto de Saúde, Indústria, Distribuidoras e Farmácia. Em todos esses lugares, o momento mais esperado era a hora do café e era aí que eu trabalhava minha mente e meu coração ainda mais. A pausa para o cafezinho sempre foi uma grande oportunidade para ouvir, compartilhar, impulsionar, discipular, instigar, orar e chorar junto com outras pessoas. Havia momentos em que eu tive que “agendar” minha semana para conversar com pessoas para dar conta desses momentos e, aos poucos, fui entendendo que era isso que Deus estava preparando para mim. Gosto de estar, conversar e compartilhar com pessoas para instigá-las a encontrarem suas vocações e descobrir seu lugar no mundo.

Nesse tempo, eu casei com o Paulinho Degaspari, que tem sido meu grande companheiro de vocação e jornada. Ele é o criador do site e podcast irmaos.com. Juntos, participamos do Podcast, e, por meio da internet, promovemos essas reflexões para os que nos ouvem. Descobri que gosto muito de compartilhar as coisas que tenho aprendido e falar disso para o maior número de pessoas possível. Por isso tenho me encontrado fortemente na área de comunicação, onde tento entender como “passar o recado” para o público, sempre com a ideia de gerar reflexão e instigar sobre o que queremos compartilhar. Foi assim que uma farmacêutica foi parar na área de comunicação.

Hoje, tenho trinta e seis anos e, constantemente, tenho buscado encontrar o meu lugar no mundo. Entendo minha vocação como um movimento que não para, que se renova em torno daquilo que sinto que Deus colocou de mais forte em meu coração, que é comunicar, ouvir e provocar reflexão nas pessoas, sempre tomando um bom cafezinho.

Adriana Garcês do Nascimento Degaspari (Dri), 36 anos, é graduada em Farmácia com especialização em Indústria e Pós Graduada em Cosmetologia. É casada, tem dois filhos, é podcaster irmaos.com e coordena a área de comunicação da AMTB. É missionária da Sepal, faz assessoria para a comunicação do ministério Martureo e recém-chegada no conselho da MIAF. Também é voluntária na comunicação do Vocare e de sua igreja local.

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *

You may use these HTML tags and attributes:

<a href="" title=""> <abbr title=""> <acronym title=""> <b> <blockquote cite=""> <cite> <code> <del datetime=""> <em> <i> <q cite=""> <s> <strike> <strong>