Livro da Semana   |  Súplicas de Um Necessitado

Ó Deus, tem misericórdia de mim, pois sou pecador e desequilibrado.

Livra-me da tentação dos extremos.

Da apatia religiosa e do fanatismo religioso. De nenhuma fé em milagres e da busca frenética por milagres. Da negação do Diabo e da ideia fixa de Diabo. Da ausência de ambição e da ambição desmedida. Da falta de alvos e da multidão de alvos. Da ênfase demasiada na teologia do livre arbítrio e da ênfase demasiada na teologia da soberania divina. Do anúncio exclusivo da bondade divina e do anúncio exclusivo da severidade divina. Da incômoda depressão e da falsa euforia. Do desastroso legalismo e do desastroso antinomianismo.

Salva-me da fé sem obras e das obras sem fé. Da ação sem oração e da oração sem ação. Da ortodoxia sem amor e do amor sem ortodoxia. Da evangelização sem ação social e da ação social sem evangelização. Da misericórdia sem sabedoria e da sabedoria sem misericórdia. Da psicologia sem teologia e da teologia sem psicologia.

Dá-me a medida certa. Não me deixes desviar da tua Palavra nem para a direita nem para a esquerda, para que eu seja bem-sucedido por onde quer que andar.1

Concede-me moderação no pensar, no falar e no agir. E que minha moderação, minha amabilidade, minha modéstia e minha bondade sejam públicas.2 Não em benefício do meu nome, mas para que os outros glorifiquem a ti.3

Ajuda-me a ter um conceito equilibrado de mim mesmo.4 Que eu não me considere nem um super-homem nem um superverme. Ajuda-me a fazer uso da mesma cautela no que diz respeito aos outros. Que eu enxergue seus defeitos e também suas virtudes. Ensina-me a ver algo de bom na pessoa que suponho ser perversa e algo de ruim na pessoa que suponho ser santa.

Não me deixes bater palmas demais nem de menos, para mim ou para os outros. Não me deixes comer demais, beber demais, trabalhar demais, descansar demais, andar devagar demais, correr demais, ser manso demais ou bravo demais, falar demais ou calar-me demais. Livra-me da perigosa estratégia do “tudo ou nada”. Que eu seja cauteloso como as serpentes e ao mesmo tempo inofensivo como as pombas.5 Que eu preze tanto a tradição como a contestação. Torna-me moderado em todas as coisas.6

Amém.

• Trecho retirado de Súplicas de Um Necessitado, Elben César, da série ULTIMATO 50 ANOS.

Leave a Reply

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *