Revista Ultimato  |  Seção ULTIMATOONLINE, edição 368

Os principais postulados da Reforma Protestante e algumas diferenças históricas não dividem mais os cristãos como há quinhentos anos. Ao celebrar o quingentésimo aniversário da Reforma, as declarações sola gratia, solus Christus, sola fide e sola Scriptura parecem ameaçadas pela secularização, pela indiferença ou desconhecimento tanto de católicos como de protestantes. Pelo menos é o que dizem algumas das mais recentes pesquisas do Pew Research Center, conduzidas na Europa e nos Estados Unidos.

A aceitação e boa vizinhança entre os dois principais ramos do cristianismo mostram um quadro em que as diferenças desaparecem e as controvérsias teológicas da Reforma não separam completamente os dois grupos. 

Mais iguais versus mais diferentes

O quadro abaixo poderia chocar não apenas os cristãos dos séculos passados, mas até mesmo famílias do interior de Minas Gerais algumas décadas atrás. Para católicos e protestantes da Europa e dos Estados Unidos, existem mais semelhanças do que diferenças entre os dois grupos.

 As solas da Reforma: sola fide e sola Scriptura

Enquanto os católicos norte-americanos permanecem alinhados com o ensino e as tradições da igreja, a redescoberta da autoridade das Escrituras (sola Scriptura) e da fé salvadora (sola fide) ainda divide os protestantes.

Nos países europeus pesquisados, com exceção da Noruega (onde 51% dos protestantes dizem que a salvação é “somente pela fé”), a justificação pela fé (sola fide) é uma visão minoritária, mesmo entre os protestantes.

 

Leave a Reply

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *

You may use these HTML tags and attributes:

<a href="" title=""> <abbr title=""> <acronym title=""> <b> <blockquote cite=""> <cite> <code> <del datetime=""> <em> <i> <q cite=""> <s> <strike> <strong>