Por Helen Schmidt

Depois de morar por um ano nos Estados Unidos como Au Pair* para aprimorar a língua inglesa, a brasileira Liliane Nascimento, 30 anos, nascida numa família cristã presbiteriana, não imaginava que percorreria o mundo a bordo de um navio missionário. Para ela, aprender a falar inglês era um simples requisito para trabalhar como qualquer jovem, mas tornou-se um instrumento facilitador para além do que pensava.   

De volta ao lar, depois da terra do Tio Sam, enquanto limpava a casa que morava com seus pais, no interior de São Paulo, Liliane avistou sobre a mesa do escritório de seu pai a revista Ultimato. Naquele instante, a revista atraiu sua atenção de uma forma especial. A bela chamada sobre jovens dispostos a servir a Deus a redor do mundo foi suficiente para envolver aquela moça, de vinte e seis anos na época. A partir dali, sua vida nunca mais foi a mesma.

Depois daquele encontro inusitado com uma chamada na revista, em um simples dia de faxina, demorou pouco para que Liliane percorresse mais de quinze nações compartilhando o amor de Deus de diferentes formas, por dois anos. Passando pela Ásia, em países como Tailândia, Hong Kong, Japão, Taiwan, Macau, Coréia do Sul, Singapura, Filipinas, Malásia, Camboja, Sri Lanka e Myanmar; e países do continente africano e europeu, como Alemanha, Irlanda do Norte, Inglaterra e Escócia. Por onde passou, viu e experimentou situações que mudaram drasticamente sua forma de encarar a vida e seus problemas.

Hoje, quatro anos depois, ela explica que não imaginava o quanto uma simples chamada missionária numa revista abriria caminhos rumo a oportunidades intensas e inesquecíveis. Muitos perguntam se ela foi servir a Deus em missões. Ela, então, prefere responder: “Não fiz nada por Ele, Ele sim, por mim!”.

Seu plano inicial de aprimorar a língua inglesa não visualizava o projeto de Deus de conectá-la às nações! Hoje, de volta ao Brasil, Liliane é voluntária e dá aulas intensivas de inglês inspirando líderes que desejam levar a mensagem do Evangelho aos quatro cantos do mundo. As lembranças do tempo em que esteve viajando pelo mundo estarão para sempre em sua memória, assim como a forma surpreendente como Deus optou por direcioná-la, através de uma revista impressa debruçada sobre a mesa. Que nossos olhos e ouvidos estejam atentos em todo o tempo para o Deus que deseja nos guiar.

Nota: Au pair é um programa de trabalho remunerado, estudo e intercâmbio cultural. O termo Au Pair vem do francês e significa “ao par” ou “igual”. A participante mora na casa de uma família americana, tornando-se parte dela, e participando de todas as rotinas e atividades da casa.

• Helen Schmidt é jornalista e missionária. É casada com Rafa Santino e mãe de Sophia, de cinco anos.

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *

You may use these HTML tags and attributes:

<a href="" title=""> <abbr title=""> <acronym title=""> <b> <blockquote cite=""> <cite> <code> <del datetime=""> <em> <i> <q cite=""> <s> <strike> <strong>