Nos dias 05 e 06 de maio deste ano, foi lançado o Discovery-Mackenzie, um núcleo de pesquisas sobre ciência, fé e sociedade hospedado na Universidade Presbiteriana Mackenzie (UPM). Seu objetivo é promover estudos científicos focados em complexidade e informação na busca de evidências que apontem para a ação de processos naturais ou design inteligente na natureza, explorando as implicações dessas descobertas.

Como o nome indica, o núcleo conta com parceria do Discovery Institute, o instituto estadunidense dedicado à chamada “Teoria do Design Inteligente” (TDI). Pelo fato de a TDI ser frequentemente associada a questionamentos a certos aspectos da teoria da evolução, o lançamento do Discovery-Mackenzie teve rápida repercussão na mídia, incluindo uma reportagem em rede nacional no penúltimo domingo. Contudo, outras avaliações da iniciativa tiveram tom negativo, incitando uma rápida reação pelos defensores do movimento.

O Discovery Institute é uma das quatro principais organizações cristãs dos EUA que discutem a relação entre fé cristã e a questão da criação. As outras três são: Answers in Genesis, da linha do Criacionismo de Terra Jovem (amplamente difundida entre os cristãos no Brasil); Reasons to Believe, defensora do Criacionismo de Terra Antiga; e BioLogos, difusora de um entendimento evolucionário da criação. A Comissão sobre Criação da American Scientific Affiliation, associação-irmã da ABC² nos EUA, prestou um excelente serviço ao diálogo entre essas correntes ao fornecer um resumo introdutório das principais declarações de cada abordagem e dos pontos em que elas concordam. Devemos traduzir esse documento em breve para publicá-lo em nosso site. Outro bom sinal recente de diálogo sadio entre as diferentes perspectivas foi o anúncio pela Barnes & Noble do lançamento do livro Four Views on Creation, Evolution, and Intelligent Design. Nessa publicação, contribuíram os líderes das quatro organizações americanas, apresentando a linha que defendem, recebendo as réplicas dos demais e concluindo com uma tréplica. É, sem dúvida, um lançamento muito aguardado, principalmente por representar a conquista de uma forma de discussão respeitosa entre as diferentes vertentes – o que infelizmente foi muito raro na história americana.

A ABC² foi fundada no ano passado (também em evento na UPM) exatamente com esse ideal de, desde o início, prover no Brasil um espaço em que diferenças de opinião mantidas por cristãos em questões de ciência contemporânea possam ser debatidas de forma respeitosa e sem rotulações preconceituosas – como explicitado no artigo 3º de nosso estatuto. O escopo da associação, no entanto, não está limitado à controversa discussão sobre as questões de origens e evolução, pois também traz para a pauta diversos outros temas de física, genética, neurociências, tecnologia e ética, por exemplo (veja nossas publicações).

Porém, especificamente nessa questão das origens e da evolução, temos procurado contribuir para o diálogo com a difusão de material da linha menos difundida no Brasil entre os evangelicais (a da criação evolucionária), sem, contudo, nos identificarmos com ela enquanto instituição. Pelo contrário, o que desejamos com isso é que todas as vertentes estejam mais bem representadas no país e aprendam a dialogar com mais profundidade e sem caricaturas. Cristãos que se identifiquem com qualquer das quatro abordagens (ou com nenhuma!) e que estejam abertos ao diálogo respeitoso são bem-vindos na ABC².

Nesse sentido, damos as boas-vindas ao Discovery-Mackenzie como mais um representante da TDI no Brasil e fazemos votos para que ele se estabeleça como um grupo dialogal, que consiga apresentar com clareza para o público brasileiro os méritos científicos da abordagem que propõe, tendo ouvidos abertos, em paralelo, para as críticas das demais vertentes. Esperamos que essa atitude humilde, típica de um bom cientista e, principalmente, de um genuíno cristão, se difunda no Brasil, contribuindo para estabelecer um digno testemunho no país. Assim, poderemos, como propõe a ABC², evitar os percalços para a expressão pública da fé que foram deixados nos EUA, por exemplo, por vozes partidárias estridentes. Que Deus nos ajude a construirmos, juntos, uma história diferente no Brasil.

Redação ABC²

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *

You may use these HTML tags and attributes:

<a href="" title=""> <abbr title=""> <acronym title=""> <b> <blockquote cite=""> <cite> <code> <del datetime=""> <em> <i> <q cite=""> <s> <strike> <strong>