Alguns anunciam a esperança, mas outros fazem questão de levantar a bandeira da descrença. Os primeiros são evangelizadores. Os outros são “desevangelizadores”. Este era o mote da matéria principal da próxima revista Ultimato. Mas como elaborar uma capa a partir deste conceito?

Como de costume, a redação da revista reúne-se para discutir o briefing da capa. Para esta edição, isso ocorreu no dia 07 de junho. Ligamos os pontos das ideias e fomos sugerindo imagens que pudessem traduzir de forma clara e bela os conceitos.

Saímos da reunião com a ideia principal para a capa: que ela consiga explorar o contraste entre esperança e descrença, ou o contraste entre os dois tipos de pregadores. Aí vieram várias sugestões:

– Vamos fazer o contraste entre sequidão e broto/vida nascendo da terra?
– Que tal trabalhar a “parábola do semeador”?
– Que tal uma árvore seca com algo novo nascendo?
– Ah, tem também o joio e trigo!
– E se tivéssemos um copo “meio cheio” e outro “meio vazio”?
– Talvez seja uma boa ideia acentuar, tipograficamente, a diferença entre esperança e descrença.
– Podemos também focar nos detalhes de uma folha meio verde e de outra meio seca.

Levamos todas estas sugestões ao artista Rick Szuecs para que ele tivesse a liberdade de propor suas próprias ideias com a ajuda do briefing. Rick então nos enviou duas opções:

OPÇÃO 01

ULT361_op1_Preview-A

OPÇÃO 02

ULT361_op1_Preview-B

 

Advinha qual foi escolhida?

 

  1. Norma Suely dos Santos

    Olá a tds da ultimato!! Acredito q seja a opção 2, pois a segunda retrata uma das promessas da mensag de esperança em salmos cap 1. Ser como arvore plantada junto a ribeiros de água….. Desafio para a igreja de ser porta voz desta esperança em tempos de sequidão…

Leave a Reply

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *

You may use these HTML tags and attributes:

<a href="" title=""> <abbr title=""> <acronym title=""> <b> <blockquote cite=""> <cite> <code> <del datetime=""> <em> <i> <q cite=""> <s> <strike> <strong>