Capa_ult_EspiritoNo calendário litúrgico cristão, a igreja relembra no primeiro dia desta semana o Pentecostes. Os alemães chamam de “Pfingsten”, dia da lembrança da vinda do Espírito Santo, cinquenta dias depois da Páscoa.

Se a igreja evangélica foi renovada pelo Espírito nas últimas décadas, parece um contrassenso a escassez de celebração desta data em nossos cultos.

Em janeiro de 2013, Ultimato estampava em sua capa a edição O Espírito Santo em movimento, com um panorama bíblico sobre a ação da terceira pessoa da Trindade. EM um dos artigos, lembramos as palavras do capuchinho Frei Aldir Crocoli que definiu espiritualidade como “o modo de vida de uma pessoa onde o Espírito está presente, atua, comunica, inspira e determina. Espiritualidade é o resultado da presença transformadora do Espírito. É a sintonia ou conexão do espírito da pessoa com o Espírito de Deus”. Já o pastor presbiteriano Eugene Peterson afirmava: “Deus concede o Espírito sem medida. Ele não o dá como uma esmola. Há imensidade no ato, extravagância – mas nunca terei a dimensão dessa imagem se estiver medindo a coisa a partir de minha perspectiva”.

capa_ult_assembleia-DeusPara não dizer que não falamos de efeitos concretos da ação do Espírito Santo, a revista Ultimato de julho de 2011, trouxe em sua capa os 100 anos de existência da Assembleia de Deus no Brasil. A “maior denominação evangélica do país” celebrava seu centenário, com uma das suas convicções: “As Assembleias de Deus crescem por causa da importância dada à pessoa e à obra do Espírito Santo”, disse seu presidente José Wellington Bezerra da Costa. Mas prova de crescimento não significa prova de perfeição. A referida edição também não deixou de publicar alguns perigos para os quais os assembleianos precisam ter atenção, como “sobrecarregar demais as pessoas” e para não dividir a igreja.

Como disse o teólogo mineiro Carlos Caldas:

“O Espírito veio para ficar, para capacitar a igreja a ser serva da missão de Deus no mundo, para encher os seguidores de Jesus de fé, amor e esperança, para que desta maneira eles sejam fieis ao Senhor”

 

Leave a Reply

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *