O versículo de 2 Co 5.19 está estampado em uma das portas da sede da editora.

O versículo de 2 Co 5.19 está estampado em uma das portas da sede da editora.

A revista Ultimato completou 47 anos no dia 13 de janeiro. Aproveitamos a data e reunimos depoimentos de alguns colunistas sobre a importância de participarem da revista. Também refletimos sobre qual o caminho para tal longevidade. Confira abaixo:

Transbordando de gratidão [Valdir Steuernagel]
Ultimato celebra 47 anos de existência. Por quase meio século ela tem acompanhado o crescimento da igreja evangélica

Uma missão das letras [Bráulia Ribeiro]
A história dos anos pioneiros de Ultimato me lembrou de minha própria jornada pioneira na Amazônia quando tudo que tínhamos era ordem de Deus e nada mais.

Recebi um convite como quem recebe um chamado missionário [Rubem Amorese]
Eu sabia da dificuldade de falar pouco. Percebia bem o desafio que era introduzir, desenvolver e encerrar um tema em 3.250 caracteres, incluindo espaços. Fica tanta coisa por dizer!

Convicção e visão [Ricardo Barbosa]
A revista Ultimato é um testemunho vivo daquilo que se pode construir a partir de convicções sólidas e uma visão clara que nasce delas.

Desde 1968 [Klênia Fassoni]
Os fundadores da revista foram meu pai, Elben, na época com 38 anos, e minha mãe, Djanira, com 36. Como alguém que está há 22 anos na Editora, integrante da segunda geração, arrisco-me a listar três fatores que nos trouxeram até aqui, alguns dos quais correspondem aos diagnósticos feitos por especialistas em longevidade organizacional: fidelidade à missão, capacidade de adaptação e relevância.

 

Quer mandar seu depoimento também sobre a revista Ultimato? Fique à vontade!

 

Leave a Reply

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *

You may use these HTML tags and attributes:

<a href="" title=""> <abbr title=""> <acronym title=""> <b> <blockquote cite=""> <cite> <code> <del datetime=""> <em> <i> <q cite=""> <s> <strike> <strong>