Por Ariane Gomes

Carminha e Ian. Fotografia: Ariane Gomes

Carminha e Ian Speirs. Fotografia: Ariane Gomes

Ela é brasileira. Ele inglês. Ela tem fala pausada, clara e polida como uma inglesa. Ele sorriu prazenteiro como um brasileiro ao dizer que aceitava contar sua história. Juntos, eles trabalharam por 20 anos em Portugal com plantação de igreja e na evangelização de pessoas com deficiência física. Agora servem na Inglaterra.

Ian e Carminha Speirs são missionários da Missão AMEM (WEC) e há três meses trabalham com imigrantes brasileiros e cristãos na cidade inglesa de Leeds. O foco de sua missão é mobilizar este grupo para alcançar imigrantes de outros países que moram e trabalham na mesma região. Segundo eles, é muito mais fácil um imigrante alcançar outro imigrante na comunicação do Evangelho do que um inglês ou mesmo um missionário de longo prazo instalado no país, pois além da condição (ser imigrante), dos lugares onde moram e do trabalho que realizam, todos eles experimentam saudade, expectativas, dificuldades com a cultura e língua, e se sentem muito mais à vontade para repartir sua experiência com seus pares.

Ian e Carminha dizem que os brasileiros são muito bem aceitos entre outros imigrantes por serem simpáticos, comunicativos, de fácil amizade e por terem sido criados numa cultura aberta e acolhedora. Isso é um facilitador na tarefa de compartilhar as boas novas.

Carminha acha que a saída dos brasileiros para trabalhar como imigrantes em outro país para juntar dinheiro e depois voltar não vale o desgaste que enfrentam no exterior. Geralmente vive-se mal, com pouco conforto, para economizar o máximo possível. Para ela, esta escolha não se compara à dos imigrantes que estão na Inglaterra por motivo de guerra, perseguição religiosa ou outro. Mesmo assim, ela afirma, é uma bênção que Deus use as pessoas dentro de suas vocações e que as mova de um lugar o outro para que façam parte do cumprimento de seu plano redentor.

Nota: Ian e Carminha contaram um pouco desta história na oficina “Diásporas”, conduzida por João Mordomo, durante o 7º Congresso Brasileiro de Missões (CBM), em outubro deste ano.

Ariane Gomes é colaboradora da Editora Ultimato e participou da equipe que fez a cobertura jornalística do 7º CBM para a revista Ultimato.

  1. Antonia Leonora van der Meer

    Uma linda entrevista com um casal com rica experiência de vida e muita sabedoria, certamente serão uma bênção para os imigrantes brasileiros que por meio deles se sentirão estimulados a ser bênção.

Leave a Reply

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *