1. Estava ouvindo uma espécie de ‘last call’ do Amorim para participar do próximo evento na PV. Uma espécie de ‘papo sagrado’ sobre a ‘racionalidade cristã’.

    ‘Racionalidade cristã’ é a tentativa de atualizar o velho Francis Schaeffer.

    Eu adoraria assistir um encontro de Dawkins, que já esteve na FLIP, com um desses luminares de L’Abri. Se vivo, um Christopher Hitchens.

    Livro http://www.hagnos.com.br/produtos.asp?codigo=573 escrito por JP Moreland, apologista cristão.

    O que L’Abri — Carvalho e Amorim — difere de Moreland? Provavelmente em pouca coisa, com certeza concordam entre si que RAZÃO e têm um fundamento em comunicalidade entre si.

    Estou ouvindo uma palestra pelo Dr. Moreland cujo objetivo é demonstrar “Why I’m Not An Atheist”.

    Como ele faz isso? Muito provavelmente como Carvalho e Amorim fariam: iriam na Bíblia e tentariam demonstrar que não são ateístas. O que o Dr. Moreland faz é ‘pull himself up holding tight to his shoe laces!”.

    Imagino o seguinte cenário enquanto ouço sua palestra: imagino um ateísta chegando a Deus, tentando provar a existência de Deus, partindo da negação (da existência de Deus) para alcançar a afirmação da existência.

    Imagina se ele alcançar tal objetivo? Porventura precisar-e-ia da fé?

    Agora ele começa a folhear a bíblia do fim para o começo…

    Talvez seja isso a racionalidade que esses figurões evangélicos falam.

    Desisto!
    Enveloparam a mesma coisa e tentam me vender um argumento tão antigo quanto o próprio Aristóteles.

Leave a Reply

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *