No domingo, dia 20, por conta de um desses enganos da profissão, minha manhã começou assim (foto 1). Na segunda-feira, ainda sem os pés no chão, mas com a mão na massa, minha manhã começou um pouquinho diferente (foto 2).

É bom voltar para casa e ver que Ultimato continua de porteira e coração abertos.

Leave a Reply

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *