Folhetim, do velho e bom Chico Buarque, bem que poderia ser a música tema das baladas dos nossos dias. Para homens e mulheres, claro:

Se acaso me quiseres
Sou dessas mulheres
Que só dizem “sim!”,
Por uma coisa à toa,
Uma noitada boa,
Um cinema, um botequim.

Bem, a celebração da sexualidade é outra coisa. Confira.

Leave a Reply

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *

You may use these HTML tags and attributes:

<a href="" title=""> <abbr title=""> <acronym title=""> <b> <blockquote cite=""> <cite> <code> <del datetime=""> <em> <i> <q cite=""> <s> <strike> <strong>