imag_prisao_webPor Ariane Gomes

Você já deve ter percebido, por experiência própria ou de outrem, o impacto que a leitura de literatura cristã pode provocar em uma família, num círculo de amigos ou entre membros de uma comunidade. Se o livro ou a revista garantem conteúdo de qualidade ou incentivam uma boa discussão não há quem consiga ficar calado.

Este mesmo impacto acontece entre encarcerados no Brasil e no exterior. Não raro, recebemos cartas contando a satisfação que a leitura da Ultimato lhes proporciona – individualmente ou nos grupos de estudo dentro da prisão.

No início do mês maio, recebemos a carta de um casal de missionários que trabalha com encarcerados na Itália, dizendo: “Gostaríamos de agradecer à Editora Ultimato pelas revistas para os brasileiros que estão na prisão em Florença. A revista não foi lida apenas na prisão, mas distribuída entre os presos. A reciclagem no meio carcerário é muito interessante, após a leitura eles mesmos enviam o material recebido a outros presos que nem conhecemos ainda! Iniciamos um trabalho no setor transexy da prisão onde se encontram mais ou menos catorze brasileiros. Um deles está sob pena de prisão perpétua; outro é um senhor de quase sessenta anos. Alguns deles gostariam de receber Bíblias em português”.

Como parte de uma das ações ministeriais da Editora Ultimato em favor da propagação das boas novas de Jesus Cristo, a cada dois meses cerca de 200 exemplares de Ultimato atravessam as barreiras da prisão para chegar às mãos daqueles que estão privados de liberdade levando-lhes palavras de consolo, exortação e esperança.

Participe desta ação ministerial patrocinando a assinatura de Ultimato para encarcerados.

Leave a Reply

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *

You may use these HTML tags and attributes:

<a href="" title=""> <abbr title=""> <acronym title=""> <b> <blockquote cite=""> <cite> <code> <del datetime=""> <em> <i> <q cite=""> <s> <strike> <strong>