Em meados de 2011, após algumas situações de separação ocorridas na minha família, alguns parentes me indicaram a leitura do livro Quando o Vínculo se Rompe, da psicóloga Esly Regina Carvalho (Editora Ultimato). A princípio, eu acreditava que seria interessante para me ajudar a compreender a situação de tantas pessoas com as quais convivo e até daquelas que atendo no gabinete profissional. Por isso, peguei um exemplar emprestado na biblioteca da minha igreja.

No entanto, com o decorrer da leitura, fui percebendo que alguns trechos poderiam servir de apoio para o trabalho devido à linguagem clara e aos exemplos relatados. Como também trabalho com um grupo de mulheres vítimas de violência doméstica, não hesitei em entrar nesse assunto dos vínculos rompidos. Houve, então, a possibilidade de realizar um diálogo das experiências contidas no livro e das experiências pessoais das participantes. Além disso, pudemos compartilhar um pouco mais da esperança baseada em uma fé cristã, o que, aliás, era interesse das participantes do grupo.

Foi proveitoso aprofundar nas questões da perda dos vínculos, da indefinição quanto ao futuro, da luta contra o preconceito, das dificuldades materiais ocasionadas pela separação, da criação dos filhos e outras, com base nos exemplos citados pela autora do livro e nas elaborações apresentadas a partir de uma fé praticante. Após essa experiência, uma colega de trabalho e eu adquirimos dois exemplares do livro.

__________

Andrea de Souza Trindade, psicóloga e membro da Igreja Presbiteriana de Viçosa (MG)

Leave a Reply

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *