O Governo divulgou no dia 8 deste mês os resultados da Pesquisa Nacional por Amostra de Domicílios (PNAD). Um em cada cinco brasileiros de 15 anos ou mais (20,3% do total) são analfabetos funcionais; ou seja, tem menos de quatro anos de estudo.

Apesar do analfabetismo persistente, a PNAD indica que a escolarização no Brasil aumentou desde 2008. Mais de 96% das crianças de 6 a 14 anos estão na escola em todas as regiões do Brasil e, entre os adolescentes de 15 a 17 anos, o número é superior a 90%. O índice diminui drasticamente entre os jovens de 18 a 24 anos. Somente 38,5% frequentaram uma instituição de ensino em 2009. Além disso, os dados da pesquisa mostram que boa parte dos alunos não completa o ensino médio.

Aqui em Viçosa, onde provavelmente há a maior concentração de mestres e doutores por metro quadrado do Brasil, fica até difícil acreditar nisto. Além de uma universidade federal, Viçosa tem hoje mais quatro faculdades. São mais de 15 mil estudantes universitários na cidade, e mais outro tanto de jovens de 14 a 18 anos matriculados nos colégios e cursinhos.

É em cenários semelhantes a este que estão os 1.960 jovens que responderam à pesquisa “Juventude evangélica – crenças, valores, atitudes e sonhos. Um retrato da juventude evangélica”. Incrivelmente, mais de 80% destes estão matriculados em curso superior ou já o têm completo. Quer queiram quer não eles têm uma parcela de responsabilidade na diminuição deste abismo.

Leia na Ultimato de setembro/outubro a reportagem de capa Juventude, coração e fé.

Leave a Reply

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *

You may use these HTML tags and attributes:

<a href="" title=""> <abbr title=""> <acronym title=""> <b> <blockquote cite=""> <cite> <code> <del datetime=""> <em> <i> <q cite=""> <s> <strike> <strong>