Inteligência e poesia nunca deveriam andar juntas, sob pena de demolirem rancores estabelecidos e despertarem os mais transtornadores afetos do espírito.

No que me diz respeito o lançamento mais esperado do ano era Salvos da Perfeição – Mais humanos e mais perto de Deus, de Elienai Cabral Jr., que corre as prateleiras há alguns meses mas só chegou-me às mãos nesta segunda-feira pela mão do autor. É evidentemente o primeiro livro de que encontro a última capa desde Uma Ortodoxia Generosa.

Elienai, tudo o que tenho a dizer é que nenhum outro livro que me ofereça a memória foi capaz de levar-me a lágrimas da mais desconjuntada emoção a cada capítulo.  Meus advogados devem entrar em contato com você em breve, propondo um valor que consideramos justo para você me ressarcir deste embaraço.

Publicado originalmente em Bacia das Almas, por Paulo Brabo, em 30/09/2009.

Leave a Reply

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *