O pastor e dublador profissional Marco Ribeiro, ligado à Igreja Assembleia de Deus, recusou-se a emprestar sua voz ao personagem Harvey Milk, vivido pelo ator Sean Penn. Consagrado como melhor ator na entrega do Oscar deste ano, Penn interpreta um ativista homossexual que lutou contra a discriminação aos gays nos Estados Unidos. E foi justamente a opção sexual do personagem que levou Ribeiro a recusar o cargo, embora seja o dublador habitual de Penn em seus filmes.  De acordo com o jornal Folha de São Paulo, o pastor, de 38 anos, alegou não se sentir “à vontade” para fazer o trabalho. Ele fez questão de esclarecer que sua atitude deveu-se somente a uma questão pessoal e nada tem de homofóbica. “Recusei o convite porque tenho a voz envolvida com outras questões”, disse. A função, então, acabou sendo confiada ao ator Alexandre Moreno.

Marco Ribeiro é considerado um dos melhores profissionais brasileiros do ramo, emprestando sua voz não apenas a produções cinematográficas, mas também a diversos anúncios de rádio e televisão. Segundo Marlene Costa, diretora de Dublagem de Milk, a decisão do pastor foi coerente. “É que muitas vezes se confunde a profissão de ator com o lado religioso”, explica. Com o longa, Penn conquistou o segundo Oscar de sua carreira. A cerimônia de entrega foi realizada no dia 22 de fevereiro, no Kodak Theatre de Los Angeles, nos Estados Unidos. 

Fonte: www.cristianismohoje.com.br

  1. Alex Esteves da Rocha Sousa

    A atitude do dublador seria ainda mais coerente se ele não emprestasse sua voz também a outros filmes em que Sean Penn comete mentiras ou violência. Por que só o homossexualismo? As outras coisas não contrariam as Escrituras de igual modo?

Leave a Reply

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *