No dia 21 de agosto foi iniciado o 9° Curso de Formação de Monitores Ambientais no PETAR (Iporanga, SP). Um grupo de 30 alunos, moradores de Iporanga e Apiaí, participaram dos dias 21 a 25 do primeiro Módulo do curso: Meio Ambiente e Aspectos Culturais e Histórico Regional. O Módulo I foi desenvolvido no Núcleo Ouro Grosso do PETAR e em parceria com a Fundação Florestal: funcionários do PETAR,  do Parque Estadual da Caverna do Diabo e do escritório em São Paulo/SP.

Para abertura do curso, houve no dia 20 uma aula inaugural com a presença do prefeito do município de Apiaí (Luciano Polaczek) e da secretária de Turismo e Meio Ambiente de Iporanga (Quischiline Horiy [Shimi]).

Após seis dias de atividades, os alunos saíram animados para participarem dos próximos 5 módulos:

  • Turismo e Sustentabilidade
  • O trabalho do Monitor/Condutor Ambiental
  • Espeleologia
  • Segurança, Saúde e equipamentos
  • Turismo de Base Comunitária

Serão ao todo 244 horas de curso (aulas teóricas e práticas) e, posteriormente, os alunos ainda terão que passar por mais 264 horas de estágio dentro do Parque. Ao final, se aprovado, o aluno receberá da Fundação Florestal seu credenciamento de monitor ambiental e poderá conduzir turistas no PETAR.

Lembrando que a condução de turistas no interior do PETAR é hoje uma das principais atividades geradoras de renda para os moradores locais.

*O 9° Curso de Formação de Monitores Ambientais é uma das atividades desenvolvidas pela A Rocha em Iporanga (SP) e conta com o apoio financeiro da Rede Ibab Solidária. Para a execução deste curso A Rocha Brasil está contando também com a parceria de docentes/alunos da UFSCar (São Carlos e Sorocaba), USP (Grupo de Espeleologia da Geologia – GGeo), Centro Universitário de Montanhismo e Excursionismo (CUME), SEBRAE Registro e prefeituras de Iporanga e Apiaí.

Prefeito de Apiaí (Luciano Polaczek) dando as boas vindas aos alunos.

Gestor do Parque PETAR (Rodrigo José Silva Aguiar) dando aula sobre Unidades de Conservação.

Gestor do Parque Estadual da Caverna do Diabo (Ives Simões Arnone) dando aula sobre fauna e flora local.

 

Dinâmica coordenada por Kátia Pisciotta e Adriana Neves, funcionárias da Fundação Florestal. (Foto: Julianna Sátiro)

 

Alunos do 9° Curso de Formação de Monitores Ambientais.

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *

You may use these HTML tags and attributes:

<a href="" title=""> <abbr title=""> <acronym title=""> <b> <blockquote cite=""> <cite> <code> <del datetime=""> <em> <i> <q cite=""> <s> <strike> <strong>