Nesta primeira semana de julho encerramos as atividades presenciais do projeto ReT (Rede de TransformAÇÃO) em cinco Estados brasileiros (AM, PA, MA, CE e RN), e encerramos aqui em Coelho Neto, uma cidade de aproximadamente 50 mil habitantes ao nordeste do Maranhão.

Hoje de manhã realizamos o Café Socioambiental para os Pastores(as) com direito a presença da igreja Presbiteriana, Quadrangular, Assembleia de Deus, Batista e Católica. Foi um momento muito especial, tivemos a presença de pastores, missionários, padre e do secretário do meio ambiente da cidade.

Em Coelho Neto há um grupo ambientalista, o GPA (Grupo de Professores Ambientalistas), que está se reorganizando para se transformar em uma associação com CNPJ, o PRESERVAR. Graças à iniciativa da população aqui da região e após anos de muita luta, em 2009 o Estado do Maranhão reconheceu a importância de uma área de 234.767,9097 ha de Cerrado e Mata dos Cocais transformando-a na Área de Proteção Ambiental dos Morros Garapenses. Esta unidade de conservação compreende três municípios maranhenses: Coelho Neto, Duque Bacelar e Buriti.

Hoje de manhã foi emocionante ver o interesse da igreja em se envolver mais com o grupo local ambientalista. Terminamos o Café com o compromisso de uma nova reunião entre a liderança cristã da cidade e o PRESERVAR. Que Deus abençoe esta nova parceria.

Josué Araujo, membro do PRESERVAR, apresentando o trabalho do grupo.

Josué Araujo, membro do PRESERVAR, apresentando o trabalho do grupo.

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *

You may use these HTML tags and attributes:

<a href="" title=""> <abbr title=""> <acronym title=""> <b> <blockquote cite=""> <cite> <code> <del datetime=""> <em> <i> <q cite=""> <s> <strike> <strong>